Taxa de câmbio:
RUB/BRL 0,0532
0,0000
INR/BRL 0,5939
0,0000
ZAR/BRL 2,6148
0,0000
CNY/BRL 0,6801
0,0000
EGP/BRL 1,5958
0,0000
AED/BRL 1,3424
0,0000
USD/BRL 4,93
0,0000
Tempo:
Moscou 1 °C
Brasília 23 °C
Nova Délhi 24 °C
Beijing 3 °C
Pretória 31 °C
Cairo 22 °C
Teerã 4 °C
Abu Dabi 29 °C
Menu
En vivo «BRICSreport»
1 °C
Moscou
23 °C
Brasília
23 °C
Nova Délhi
3 °C
Beijing
31 °C
Pretória
22 °C
Cairo
4 °C
Teerã
29 °C
Abu Dabi
RUB/BRL
0,0532
0,0000
INR/BRL
0,5939
0,0000
ZAR/BRL
2,6148
0,0000
CNY/BRL
0,6801
0,0000
EGP/BRL
1,5958
0,0000
AED/BRL
1,3424
0,0000
USD/BRL
4,93
0,0000
TV BRICS nas redes sociais
TV BRICS Apps
Principal
Notícias
Vídeos
Menu
15:00 «BRICSreport»
15:00 «BRICSreport»
Сейчас 16+
15:00

«BRICSreport»

15:15 «Agroparalelos»
Далее
15:15

«Agroparalelos»

16+
15:43

Documentary film «Ouro»

16+
16:10

«Entrevistas do BRICS»

16+
22.02.2415:45 Sociedade
Cooperação entre a TV BRICS e a mais antiga agência de notícias do Irã ajuda a integrar a agenda do mundo islâmico no espaço de informações do BRICS+
21.02.2415:20 Sociedade
Opoio da TV BRICS ajuda a atrair inscrições da China, África do Sul, Egito e Cuba para o prêmio "Experto do Ano"
20.02.2416:16 Sociedade
Um dos maiores grupos de mídia do Irã se juntou à rede da TV BRICS
Etiópia
24.11.23 12:56
Personalidades

Embaixador da Etiópia na Federação Russa: A adesão ao BRICS é do interesse de nosso país

Cham Ugala Uryat falou sobre os benefícios que a Etiópia vê em se juntar à aliança

Cham Ugala Uryat é Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Democrática Federal da Etiópia na Federação Russa. Ele é formado em economia pela Universidade de Osman, na Eritreia, e concluiu um programa de estudos de um ano sobre desenvolvimento rural na Universidade de Cornell. Desde 1990, ocupou vários cargos no Ministério das Relações Exteriores, incluindo o de Diretor do Departamento de Planejamento e Orçamento e Diretor da Sede do Norte da África no Departamento de Assuntos Africanos.

Ele chefiou as embaixadas da República no Japão, Uganda e Gana. Em 2003, foi nomeado Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Democrática Federal da Etiópia na Federação Russa.

Em uma entrevista exclusiva com a TV BRICS, ele falou sobre as vantagens que a Etiópia vê em se juntar ao BRICS e em quais áreas a Etiópia gostaria de desenvolver a cooperação com os estados membros do BRICS.

O BRICS é uma das organizações globais mais promissoras e de crescimento mais rápido. Que papel a Etiópia desempenha nessa organização?

A Etiópia tem muita experiência em cooperação multilateral. O BRICS agora é formado por cinco países - Rússia, Índia, China, Brasil e África do Sul. Interagimos com cada um desses países individualmente e também discutimos uma variedade de questões em um fórum multilateral. Quando o BRICS foi criado, a Rússia e a Etiópia já mantinham relações amigáveis. Portanto, tivemos a oportunidade de estabelecer contatos próximos com outros membros da aliança. A adesão a essa organização é do interesse de nosso país. Eu e representantes da Etiópia fomos convidados para reuniões e fóruns do BRICS.

No ano passado, em 2022, meu país participou da 14ª cúpula, que foi realizada na China. Este ano, fomos convidados para a África do Sul. No início de 2023, a Etiópia solicitou sua adesão ao BRICS e foi aprovada. Em janeiro de 2024, nosso país se juntará à aliança.

Quais são as expectativas da liderança da Etiópia com relação à futura adesão ao BRICS?

Essa é uma oportunidade de crescimento para a Etiópia. Os países do BRICS representam 40% da população mundial. Além disso, as economias de todos esses países estão crescendo rapidamente. A adesão à aliança abre para a Etiópia amplas perspectivas de cooperação em muitas áreas diferentes. Portanto, nossa liderança tem muitas expectativas.

O BRICS é uma plataforma internacional. Nela, os países podem discutir questões atuais e negociar. Qual é a primeira coisa que a Etiópia pretende anunciar?

As sedes da União Africana e da Comissão Econômica da ONU para a África estão localizadas em nossa capital, Addis Ababa. Meu país está promovendo o desenvolvimento inclusivo da mesma forma que o BRICS. Acredito que devemos unir nossos esforços. Há certas mudanças ocorrendo no mundo atualmente e agora teremos a oportunidade de expressar nossas opiniões.

Uma das principais ideias do BRICS é que o mundo deve ser multipolar. Qual é a opinião da liderança de seu país sobre esse modelo?

Apoiamos totalmente essa posição. Precisamos cooperar uns com os outros. Acredito que, ao se oporem à interferência nos assuntos internos de estados soberanos, o BRICS promove o trabalho conjunto e o respeito mútuo entre os povos. A multipolaridade é um grande passo à frente. Acho que a Etiópia seguirá na direção certa com outros países do BRICS. Já temos experiência nesse campo.

Quais são as principais vantagens que a Etiópia vê para si mesma ao ingressar no BRICS?

A principal delas é a oportunidade de cooperar com economias emergentes. Como já mencionei, atualmente estamos cooperando em uma base bilateral. Estamos implementando projetos com a China e fortalecendo as relações com a Rússia no campo do investimento, do comércio e do turismo. Agora poderemos trocar tecnologias, por exemplo, na agricultura, o que contribuirá para a modernização desse setor. As vantagens são muitas, e a interação certamente beneficiará nosso país.

Em primeiro lugar, em que áreas e direções a Etiópia gostaria de cooperar com os países membros do BRICS?

Em primeiro lugar, planejamos aumentar a produtividade na agricultura e também cooperar no setor industrial. Além disso, gostaríamos de trabalhar com os países do BRICS no desenvolvimento de infraestrutura e cooperar em áreas como energia, tecnologia da informação e segurança cibernética.

Como você acha que a cooperação entre a Etiópia e a Rússia está se desenvolvendo?

Essa é uma pergunta muito interessante. As relações entre nossos países foram estabelecidas há muito tempo, há 125 anos. Naquela época, a Etiópia era o único estado independente da África e foi o primeiro país africano com o qual a Rússia estabeleceu relações diplomáticas. Elas só se desenvolveram com o tempo. E hoje acredito que elas estão mais fortes do que nunca. Cooperamos em nível internacional. Por exemplo, na segunda cúpula Rússia-África em São Petersburgo, nossos países concluíram cinco acordos que ajudarão a elevar as relações bilaterais a um nível ainda mais alto.

Compartilhe suas impressões pessoais sobre a futura adesão ao BRICS.

Acho que agora é o momento mais apropriado para isso. Em primeiro lugar, ao aderir à aliança, poderemos contribuir para a construção de um modelo mundial multipolar, o que os países membros do BRICS, incluindo a Rússia e a China, já estão fazendo. A Etiópia também dará seu voto a favor do multilateralismo. Em segundo lugar, a adesão a essa organização terá um impacto positivo no desenvolvimento econômico do nosso país.

Temos uma rica experiência de cooperação internacional. A Etiópia é uma das economias de crescimento mais rápido da África. É um país com uma grande população, da qual mais de 60% são jovens. Portanto, acredito que nossa interação com os países do BRICS será muito útil. A adesão à aliança impulsionará os investimentos, as relações comerciais e o turismo. Os aviões das companhias aéreas da Etiópia já estão voando para a Rússia e agora o setor de turismo só vai se expandir. Portanto, estou muito feliz pelo fato de meu país fazer parte do grupo BRICS.

Fotografia: TV BRICS

MAIS SOBRE O TEMA

16.02.2418:31 Personalidades
Primeiro-ministro da Etiópia e Presidente do Brasil discutem relações bilaterais
15.02.2418:31 Personalidades
Presidente iraniano visita Kazan para participar de eventos do BRICS
13.02.2409:57 Personalidades
Primeiro-ministro indiano faz visita de dois dias aos Emirados Árabes Unidos
12.02.2414:17 Personalidades
Secretário-Geral da ASEAN, Kao Kim Hourn, chega à Índia para uma visita de cinco dias
09.02.2412:56 Personalidades
Presidente da África do Sul dirige mensagem à nação
08.02.2415:00 Personalidades
Putin considera o nível das relações Rússia-China elevado sem precedentes
22.02.2417:12 Economia
Fábio Borges: Rússia é importante para o BRICS por seu poder econômico e político
20.02.2418:31 Economia
Cooperação do Egito com os países do BRICS expande o uso de moedas nacionais em acordos mútuos
18.02.2410:30 Educação
Ministra da Educação Técnica e Superior da República de Serra Leoa: “Uma educação de qualidade é a base para alcançar todos os 17 ODSs”